Pesquisar este blog

domingo, 21 de março de 2010

O Arrebatamento da Igreja

Síntese

O arrebatamento da igreja é chamado de “a vinda ou a volta do Senhor”. Porém, é preciso fazer a distinção dos eventos e os tempos proféticos que se relacionam a essa expressão. Nos estudos proféticos, a vinda de Jesus é uma só, entretanto, manifesta em duas fases diferentes; envolvendo três grupos, os quais são (1 Coríntios 10.32 que diz: “Portai-vos de modo que não deis escândalos nem aos judeus,nem aos gregos, nem à igreja de Deus”). Para a Igreja, Jesus virá nos ares, invisível, quando ocorrerá a ressurreição dos mortos em Cristo e a transformação dos nossos corpos mortais em gloriosos. Para Israel, Ele virá à terra e de forma visível, ocasião em que ocorrerá a conversão nacional dos judeus e a destruição de seus inimigos.Para as nações, Ele vira à terra de maneira visível, quando os sistemas políticos serão julgados e governados por Cristo. Em suma, Cristo virá para os judeus como Messias e o Ele virá para os gentios como Juiz.

Introdução

A palavra “arrebatamento” é procedente do verbo grego harpazo e significa retirar algo com rapidez e de forma inesperada. O arrebatamento, por conseguinte, é a retirada brusca, inesperada e sobrenatural da igreja deste mundo, com o objetivo de que seja transportada às regiões celestiais, onde unir-se-à, eterna e plenamente com o senhor Jesus (1 Coríntios 15/ 1 Tessalonicenses 4).

1. Quando se dará o arrebatamento da Igreja

Enquanto Cristo estava na terra não sabia o dia e a hora de sua volta (Mateus 24.36 que diz: “Porém daquele Dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, mas unicamente meu Pai”), porém quando ressuscitou em glória (João17.5 que diz: “E, agora, glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.”) toda sua glória lhe retornou, e portanto, através de sua onisciência, conheceu a data do arrebatamento.

O dia de Cristo no hebraico è Yom Messiah, no grego Christos ou Kristos, no latim Dies Cristos, pois se inícia-se pelo alvorecer do arrebatamento da igreja.

O mistério do Dia da vinda de Cristo é um segredo da Trindade, e nem os anjos sabem (Mateus 24.36 que diz: “Porém daquele Dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, mas unicamente meu Pai”), e a revelação desta gloriosa ação divina está reservada ao Deus Pai (Atos 1.7 que diz: “E disse-lhes: Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu pelo seu próprio poder.”)

2. Como se dará o arrebatamento da Igreja

Dar-se-à da seguinte forma:

2.1 Ressoada a trombeta de Deus, descerá o Senhor Jesus dos céus com alarido e voz do arcanjo (1 Tessalonicenses 4.16 que diz: “Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro;”),

Os anjos voltarão com Cristo ao seu advento. (Mateus 16.27 que diz: “Porque o Filho do Homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e, então, dará a cada um segundo as suas obras.”).

Jesus está a direita de Deus, e, após a ordem, sairá para arrebatar a igreja, antes, porém,

passará no paraíso de onde irá para o céu cósmico de onde arrebatará a Igreja. Vejamos:

TRONO (1˚ Céu Divino)


3˚Anjos PARAÍSO

+

2˚Arcanjos

+


1˚CRISTO (estará no 2˚ Céu Cósmico)


(3˚ Céu Atmosférico) O ATO DO ARREBATAMENTO: MORTOS e VIVOS

Obs: Existem três tipos de céus: 1˚ Céu divino que vem do grego Eporânios;2˚ Céu cósmico que vem do grego Mesorânio e 3˚ Céu atmosférico que vem do grego Ouranos.

1.2 Em seguida, os que morreram em Cristo ressuscitarão, sendo, de imediato, transladados. (1 Tessalonicenses 4.16 que diz: “Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro;”).

Grupos da ressurreição:

Há dois grupos de ressurreição, que são a primeira e a segunda (Daniel 12.2 que diz: “E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna e outros para vergonha e desprezo eterno.”). A segunda acontecerá apenas de uma vez no trono branco, enquanto a primeira ressurreição iniciou-se com a ressurreição de Cristo em glória (1 Co 15.14 que diz: “E,se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação. E também é vã a vossa fé.”) e conclui-se-à com a Grande colheita dos salvos que ressuscitarão em corpo glorioso (1 Co 15.23 que diz: “Mas cada um por sua ordem: Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na sua vinda.”).

1.3 Ato contínuo, os que estiverem vivos seremos transformados, arrebatados e levados todos ao encontro do Senhor (1 Tessalonicenses 4.17 que diz: “depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.”)

Processo da ressurreição

O homem é um ser tricotômico, isto é, constituído por três partes distintas: corpo, alma e espírito.

O apóstolo Paulo em 1 Coríntios 15.35-40 cita uma semente ou grão que existe em nossos corpos que tem a faculdade de o identificar mesmo no pó da terra (Gênesis 2.7 que diz: “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.”) até o dia da ressurreição.

2. Como ocorrerá a transformação dos vivos

A transformação é ação do poder do Espírito santo no corpo humano. Analisaremos o texto (1 Coríntios 15.52 que diz: “num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nos seremos transformados.”):

“Num momento, num abrir e fechar de olhos…”

En átomo en ripe

A B C D

A)Indica uma reação

B)Mostra qual o objetivo da reação (átomo)

A palavra que o doutor dos gentios (Paulo) usa para descrever este instante é mui expressiva: átomo. Trata-se de uma fração de tempo tão ínfima que não comporta nenhuma divisão, buscando exemplificar essa fração de tempo traz à tona uma imagem comum a todos nós: o abrir e fechar de olhos.

C)Indica o tempo da reação

D) Indica a duração da reação

Temos aqui um ato, não um processo, um milagre, não uma operação natural. É algo que desfia as leis físicas e dês demais ciências.

Conclusão

Em breve a trombeta soará, proclamando o arrebatamento da igreja.

Os que nEle têm essa esperança, purifiquem-se como também Ele é puro. Maranata, ora vem Senhor Jesus!


Referências Bibliográficas


Fonseca, Claúdio. Apostila de Escatologia. Alagoas:FAFITEAL(Faculdade de Filosofia e Teologia de Alagoas), 2002.

Almeida, João Ferreira de. Bíblia sagrada, versão Impressa Bíblica Brasileira.

Revista Lições Bílicas. Vem o fim, o fim vem-A doutrina das ùltimas coisas. Rio de janeiro:CPAD, 2004.

Um comentário:

  1. PARABENS PELO SEU LINDO TRABALHO E UMA ORRA ESTAR PARTICIPANDO DO SEU BLÓOG MUITO MARAVILHOSO VOU PASSAR MUITAS VEZES AK PRA ESTUDAR UM POUCO SOBRE TUDO ISTO O ARREBATAMENTO DA IGRIJA E MUITO BOM PARABEMS VIZITA O MEU BLÓOG

    ResponderExcluir